DESPEDIDA DE CASADO - 1977 - TV GLOBO (Abertura de Novela-Anos 70) Novela Censurada

0
317 visitas
JRUFINO

por JRUFINO

Publicado em 19/03/2013 às 23:30h

Copie o código abaixo e cole no seu blog WordPress.com para inserir o vídeo
DESPEDIDA DE CASADO - 1977 - TV GLOBO (Abertura de Novela-Anos 70) Novela Censurada

WordPress

[ fechar esta janela ]

Este vídeo é ilegal? Denuncie!

Para denunciar, basta preencher os campos abaixo.
Obrigado por colaborar ;)

Formulário de Envio de Denúncia
  • Motivo:



Formulario de Embed
Thumb do video
DESPEDIDA DE CASADO - 1977 - TV GLOBO (Abertura de Novela-Anos 70) Novela Censurada

Cores:

  • Tamanho:

Escolha o tamanho e a cor mais favorável para seu blog/site, selecione o código no campo de texto acima, aperte ctrl+c e cole(ctrl+v) em seu blog/site.


Despedida de Casado entrou para a lista de telenovelas da Rede Globo, que foi proibida pela Censura Federal, deveria ir ao ar no dia 3 de janeiro de 1977, substituindo Saramandaia no horário das dez da noite. Escrita por Walter George Durst, foi dirigida por Walter Avancini.

TRAMA:
Stela e Rafael formam um casal estabelecido, que se encontrou e se amou com toda paixão. Mas, depois de 10 anos de união, há o desgaste normal, com problemas familiares que se foram acumulando. Obrigados a enfrentar realisticamente os problemas do dia a dia, o casamento começa a se desintegrar. É a fidelidade ao amor, e com o objetivo de reconquistar o relacionamento, que leva Stela e Rafael a procurar o consultório do Dr. Laio, um especialista que desenvolve uma terapia com outros casais com o mesmo problema: casamento em crise.

Entre vários casais, o Dr. Laio trata de Lídia e Roque, e de Rejane e Odilon. Lídia é uma mulher de mais idade que não acompanhou o desenvolvimento normal do marido, o Dr. Roque. Quando ela desperta para esta realidade, está aquém de Roque com dificuldade de recuperar o tempo que perdeu. Isto conduz a uma separação ou não?

Rejane, fixada no marido Odilon, não consegue romper essa dependência, nem nas diversas vezes em que é abandonada. Diante de uma separação definitiva, do desquite inevitável, entra em violenta crise emocional, sem condições de racionalizar seus problemas.

CURIOSIDADES:
Teve o espaço de tempo de apenas um ano e quatro meses, logo após a censura de Roque Santeiro (1975). Os motivos foram praticamente os mesmos da trama de Dias Gomes: "atentatória aos bons costumes". Foi censurada na véspera de Natal de 1976, em 24 de dezembro, dez dias antes da estreia. A solução foi a mesma adquirida no lugar de "Roque": foi apresentado um compacto de O Bem-Amado.
Na verdade, quando começava a produzir a substituta das 22h, a Rede Globo mandou quatro sinopses para serem apreciadas pela censura: O Casamento (nome provisório de "Despedida de Casado"), "Dona Flor e Seus Dois Maridos", "A Vida Como Ela É", e "A Vida Escrachada de Baby Stompanato. Destas, apenas "O Casamento" havia sido aprovada, mas quando os censores viram em vídeo os trinta capítulos de Despedida de Casado que já haviam sido gravados, a opinião mudou, trazendo prejuízo de cinco milhões de cruzeiros.
Despedida de Casado, depois de ter os 20 primeiros capítulos liberados, e as chamadas da novela já no ar, foi totalmente vetada para o horário das 22 horas, em substituição a Saramandaia sob a alegação de que o texto de Walter George Durst, prega a dissolução do casamento, o amor livre, a separação da família e as brigas entre gerações. Tudo porque a sinopse mostrava uma heroína que, ao se separar, buscava os prazeres da vida de solteira.
A novela teve os títulos provisórios de O Casamento, Vida de Você, Livre Mulher e A Vida Como Ela É.
O elenco foi totalmente reaproveitado para a novela Nina.

Ler Mais Ler Menos

Comentários